sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Mt 25,1-13 - Nossa lâmpada está acesa?



Preparo-me para a Leitura, renovando minha fé, com todos os que, neste espaço virtual, buscam a Palavra:
Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Creio, meu Deus, que estou diante de ti.
Que me vês e escutas as minhas orações.
Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.
Tu me deste tudo: eu te agradeço.
Foste tão ofendido por mim:
eu te peço perdão de todo o coração.
Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças
que sabes serem necessárias para mim.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? Leio atentamente o texto: Mt 25,1-13, e observo a parábola do Reino dos céus.
Jesus disse: - Naquele dia o Reino do Céu será como dez moças que pegaram as suas lamparinas e saíram para se encontrar com o noivo. Cinco eram sem juízo, e cinco eram ajuizadas. As moças sem juízo pegaram as suas lamparinas, mas não levaram óleo de reserva. As ajuizadas levaram vasilhas com óleo para as suas lamparinas. Como o noivo estava demorando, as dez moças começaram a cochilar e pegaram no sono. 
- À meia-noite se ouviu este grito: 
"O noivo está chegando! Venham se encontrar com ele!" 
- Então as dez moças acordaram e acenderam as suas lamparinas. Aí as moças sem juízo disseram às outras: 
"Deem um pouco de óleo para nós, pois as nossas lamparinas estão se apagando." 
- "De jeito nenhum", responderam as moças ajuizadas. "O óleo que nós temos não dá para nós e para vocês. Se vocês querem óleo, vão comprar!" 
- Então as moças sem juízo saíram para comprar óleo, e, enquanto estavam fora, o noivo chegou. As cinco moças que estavam com as lamparinas prontas entraram com ele para a festa do casamento, e a porta foi trancada. 
- Mais tarde as outras chegaram e começaram a gritar: 
"Senhor, senhor, nos deixe entrar!"
 - O noivo respondeu: 
"Eu afirmo a vocês que isto é verdade: eu não sei quem são vocês!"
E Jesus terminou, dizendo:
 - Portanto, fiquem vigiando porque vocês não sabem qual será o dia e a hora.
Refletindo
As moças ajuizadas que levaram óleo para as lamparinas representam as pessoas que esperam o Senhor lutando para construir um mundo de acordo com o Projeto de Deus. São os cristãos que atuam nas comunidades, buscando a justiça, o amor, a verdade, como propõe Jesus no seu Evangelho. Agindo assim eles mantêm as lamparinas acesas e na Palavra de Deus, encontram o óleo para quando for preciso.As moças sem juízo são os que levam o nome de cristãos, mas não vivem como tal. Enganam aos outros e a si mesmos, buscam sempre seus interesses e não se preocupam com os demais, nem se alimentam da Palavra de Deus. Preferem outras "luzes" que não duram muito.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
O texto me convida a escolher o grupo com o qual quero ir ao encontro do noivo - o Senhor. Ainda há tempo para decidir pelo grupo que têm óleo de reserva ou pelo que não se preocupa com isto. Ou seja, basta-me viver o momento presente. Em Aparecida, os bispos falaram de "con-vocação" à comunhão e não, de buscas individuais. É um discipulado permanente. Este é o sentido das lâmpadas acesas:
Meditando
"A vocação ao discipulado missionário é con-vocação à comunhão em sua Igreja. Não há discipulado sem comunhão. Diante da tentação, muito presente na cultura atual de ser cristãos sem Igreja e das novas buscas espirituais individualistas, afirmamos que a fé em Jesus Cristo nos chegou através da comunidade eclesial e ela “nos dá uma família, a família universal de Deus na Igreja Católica. A fé nos liberta do isolamento do eu, porque nos conduz à comunhão”. Isto significa que uma dimensão constitutiva do acontecimento cristão é o fato de pertencer a uma comunidade concreta na qual podemos viver uma experiência permanente de discipulado e de comunhão com os sucessores dos Apóstolos e com o Papa." (DAp 156).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, rezando com a súplica de Emaús, feita pelo papa, na abertura da V Conferência:
“Fica conosco, pois cai a tarde e o dia já se declina” (Lc 24,29).
Fica conosco, Senhor, acompanha-nos ainda que nem sempre tenhamos sabido reconhecer-te.
Fica conosco, porque ao redor de nós as mais densas sombras vão se fazendo, e Tu és a Luz; em nossos corações se insinua a falta de esperança, e tu os faz arder com a certeza da Páscoa. Estamos cansados do caminho, mas tu nos confortas na fração do pão para anunciar a nossos irmãos que na verdade tu tens ressuscitado e que nos tem dado a missão de ser testemunhas de tua ressurreição.
Fica conosco, Senhor, quando ao redor de nossa fé católica surgem as névoas da dúvida, do cansaço ou da dificuldade: tu, que és a própria Verdade como revelador do Pai, ilumina nossas mentes com tua Palavra; ajuda-nos a sentir a beleza de crer em ti.
Fica em nossas famílias, ilumina-as em suas dúvidas, sustenta-as em suas dificuldades, consola-as em seus sofrimentos e no cansaço de cada dia, quando ao redor delas se acumulam sombras que ameaçam sua unidade e sua natureza. Tu que és a Vida, fica em nossos lares, para que continuem sendo ninhos onde nasça a vida humana abundante e generosamente, onde se acolha, se ame, se respeite a vida desde a sua concepção até seu término natural.
Fica, Senhor, com aqueles que em nossas sociedade são os mais vulneráveis; fica com os pobres e humildes, com os indígenas e afro-americanos, que nem sempre encontram espaços e apoio para expressar a riqueza de sua cultura e a sabedoria de sua identidade. Fica, Senhor, com nossas crianças e com nossos jovens, que são a esperança e a riqueza de nosso Continente, protege-os de tantas armadilhas que atentam contra sua inocência e contra suas legítimas esperanças. Oh bom Pastor, fica com nossos anciãos e com nossos enfermos! Fortalece a todos em sua fé para que sejam teus discípulos e missionários!"

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é guiado pelo que disseram os nossos pastores na Conferência de Aparecida:
"Em sua realidade social concreta, o discípulo tem a experiência do encontro com Jesus Cristo vivo, amadurece sua vocação cristã, descobre a riqueza e a graça de ser missionário e anuncia a palavra com alegria." (DAp 167).

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Mt 24,42-51-- Quem é fiel, vigia!


"Vigiai!"

Preparo-me, com meus irmãos internautas, para a Leitura Orante, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Espírito Santo,
tu que vieste do Pai,
e que permaneceste conosco, em Jesus,
tu que habitas, pela fé, nos nossos corações,
abre-nos à Palavra!
Seja a nossa inteligência e a nossa vontade,
terreno bom,
onde tu possas trabalhar com liberdade,
de modo que a nossa vida
seja sinal eloquente da tua caridade.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 24,42-51, e observo as palavras de Jesus e o ensinamento através da parábola do servo fiel e do servo infiel.
Fiquem vigiando, pois vocês não sabem em que dia vai chegar o seu Senhor. Lembrem disto: se o dono da casa soubesse quando ia chegar o ladrão, ficaria vigiando e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. Por isso vocês também fiquem vigiando, pois o Filho do Homem chegará na hora em que vocês não estiverem esperando.
Jesus disse ainda:
- Sabemos que é o empregado fiel e inteligente que o patrão encarrega de tomar conta dos outros empregados, para dar a eles os mantimentos no tempo certo. Feliz aquele empregado que estiver fazendo isso quando o patrão chegar! Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o patrão vai colocá-lo como encarregado de toda a sua propriedade. Mas, se o empregado for mau, pensará assim: "O meu patrão está demorando muito para voltar." Então começará a bater nos seus companheiros, e a comer, e a beber com os bêbados. E o patrão voltará no dia em que o empregado menos espera e na hora que ele não sabe. Aí o patrão mandará cortar o empregado em pedaços e o condenará a ir para o lugar aonde os hipócritas vão. Ali ele vai chorar e ranger os dentes de desespero.
Refletindo
Como discípulo do Senhor, o empregado fiel e inteligente cumpre aquilo que deve fazer. À medida que é fiel vai recebendo maiores encargos de confiança. O empregado mau, maltrata os companheiros e se embebedam. O Evangelho diz que, ao chegar o seu patrão, receberá duro castigo e a condenação de ir para o lugar onde vão os hipócritas. Ali ele “vai chorar e ranger dentes”.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Não é fácil, em nossa sociedade, em que os valores são questionados, viver a fidelidade. Sei que para ser coerente com a fé cristã devo proclamar e defender a verdade sobre mim e sobre as pessoas e dignidade de toda pessoa. Isto no ambiente em que vivo: na minha família, trabalho, escola, Igreja, em toda sociedade. Num momento de silêncio, faço um pequeno exame para verificar esta minha fidelidade. Sou servo bom ou não? (pausa).
Meditando
Jesus fala de fidelidade ao Projeto de Deus. Sobre a fidelidade, como exigência para o discípulo de Jesus, os bispos falaram em Aparecida: 
“Nossa fidelidade ao Evangelho, exige que proclamemos a verdade sobre o ser humano e sobre a dignidade de toda pessoa humana em todos os espaços públicos e privados do mundo de hoje e a partir de todas as instâncias da vida e da missão da Igreja." (DAp 390).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo:
Oração pela Missão Continental
Senhor, Deus da vida e do amor,
enviastes o vosso Filho
para nos libertar das forças da morte
e conduzir-nos no caminho da esperança.
Movei-nos pelo dom do vosso Espírito!
Fazei-nos discípulos,
comprometidos com o anúncio do Evangelho em
nosso Pátria, em comunhão com a Missão Continental.
Fazei-nos missionários,
caminhando ao encontro de nossos irmãos e irmãs,
acolhendo a todos, sobretudo os jovens,
os afastados, os pobres, os excluídos.
Virgem Mãe Aparecida,
Intercedei junto ao vosso Filho,
para que sejamos fiéis ao nosso compromisso
de discípulos missionários. Amém!

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de fidelidade no respeito às pessoas e na busca da vontade de Deus.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

Bênção
"O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face, e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz"
(Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Sugestão para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação


No dia 1º de setembro, reúna amigos, colegas de trabalho, sua comunidade, 
sua família e faça este


MOMENTO ORANTE PELO CUIDADO DA CRIAÇÃO

DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELO CUIDADO DA

 CRIAÇÃO 

1º de Setembro de 2015

I – REZEMOS COM O CORAÇÃO AGRADECIDO

ANIMADOR/A 1- Irmãs e Irmãos! Iniciemos este momento orante com o coração agradecido a DEUS, PAI e MÃE, criador da vida, da natureza e FONTE de vida. Ele nos chama, nos convida à vida em plenitude e nos dá condições para conquistá-la, conservá-la, aprimorando-a sempre mais. Invoquemos a Deus Trindade, cantando:

T.: Canto: Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito Santo! Amém (2x).

A2-  Senhor, Deus da Vida e do Amor, nos Te louvamos e Te agradecemos pelas dádivas da criação:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

Leitor/a 1-  Senhor, Deus da Comunhão! Contemplamos Tua face na beleza, na harmonia e na sintonia dos seres criados. Numa só voz, Te louvamos, rezando:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

L2-  Senhor, Deus Uno e Trino, que inspiras o cuidado e a manutenção dos seres criados, elevamos a Ti nosso hino de louvor pela instituição do “Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação”. Agradecidos, rezamos:

T.:  “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

L1- Senhor, Deus da Sabedoria e do Entendimento, em comunhão com todas as pessoas, comunidades e instituições que se comprometem com o cuidado da criação, fortalecidos e confiantes, rezamos:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

A1-  Felizes e agradecidos, cantemos (Salmo 135 – “ Em coro a Deus louvemos” – (Frei Luiz Carlos Susin).

T.: Canto: Em coro a Deus louvemos:- eterno é seu amor! Pois Deus é admirável: - eterno é seu amor!
Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!
- Criou o céu e a terra:- eterno é seu amor! Criou o sol e a lua: eterno é seu amor!
- Distribui a vida: - eterno é seu amor! - na planta, peixe e ave: eterno é seu amor!
- Na história que fazemos - eterno é seu amor! – Deus vai à nossa frente: eterno é seu amor!
A2-  Oremos:
T.: Ó Pai e Mãe de bondade e ternura, suplicamos que a Tua Palavra ilumine nossas mentes e corações para que vigilantes cuidemos dos tesouros recebidos na criação. E fortalecidos pela tua graça, denunciemos todo mal contra a vida e o meio ambiente. Nós te pedimos na unidade do Filho e do Espírito Santo. Amém!


II – REZEMOS COM O CORAÇÃO PENITENTE

Canto: Pela Palavra de Deus - Frei Luiz Turra- (acolhida da Palavra e símbolos – terra, água, sementes, frutas e Flores).

T.: Pela Palavra de Deus, saberemos por onde andar. Ela é Luz e verdade, precisamos acreditar!

L3-  Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses (1Ts 5,1-6.9-11-  (momentos de silêncio).

A1-  Irmãs e Irmãos, deixemo-nos tocar e transformar pela Palavra de Deus: Expressemos nossos pedidos de perdão por tantas situações pecaminosas (nível pessoal, comunitário, eclesial, social e planetário) que ferem Teu plano de Vida em abundância para todos.

L1-  Senhor, perdão e misericórdia, porque nem sempre temos uma postura profética diante do sistema que visa o lucro exacerbado e, com isto, destrói a natureza. Pedimos...
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

L2- Senhor, perdão e misericórdia, pelo comodismo, passividade e pouco compromisso que, por vezes, traduzem a nossa vivência cristã. Pedimos...
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

L3-  A Encíclica Laudato Si’, nos mostra que há uma relação entre a  miséria presente no mundo com a destruição do meio ambiente, a Casa comum. Senhor, tem piedade de nós, pelas vezes que não soubemos cuidar de toda a nossa Casa Comum e não denunciamos as agressões e destruição praticadas contra a vida e o meio ambiente.
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

(Preces espontâneas).

A2-  Lembremos as pessoas mártires, defensoras da vida, da ecologia: Dom Oscar Romero, Ir. Doroty, (outros nomes).  Confiantes em Tua bondade, ternura e misericórdia, Senhor, ousamos elevar a Ti a oração ensinada por Teu Filho Jesus. E o fazemos envolvendo os braços em nossos irmãos e irmãs que rezam conosco (rezada ou cantada).

T.: Pai Nosso...


III – REZEMOS COM O CORAÇÃO COMPROMETIDO
A1-  A Encíclica Laudato Si’ do Papa Francisco convida-nos a exaltar a generosidade e gratuidade do Deus Criador! 

L2- “Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã, a mãe Terra, que nos sustenta, governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras!” (silêncio).

L1-  “O nosso corpo é constituído pelos elementos do Planeta; o seu ar permite-nos respirar, e a água vivifica-nos e restaura-nos” (silêncio).
T.: “... entre os pobres mais abandonados e maltratados, conta-se a nossa Terra oprimida e devastada, que está ‘gemendo como que em dores de parto’ “(Rm 8, 22) – (silêncio). 

A2- Imploremos as luzes do alto, para iluminar nossas mentes, encorajar-nos e fortalecer-nos na vivência de atitudes proféticas, na defesa e cuidado da criação (cada pessoa acende uma vela, enquanto se canta):
Canto: Ó luz do Senhor (comunidade G. Champus).

T.: Ó Luz do Senhor, que vens sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós!

A1-  Podemos, de forma livre e espontânea, verbalizar o compromisso que o Espírito Santo, a divina Ruah, soprar em seu interior. Enquanto isso plantamos uma semente na terra boa, na certeza que vai ser germinada, brotará e dará frutos abundantes (música suave).

 Canto: Põe a semente na terra não será em vão, não te preocupes a colheita, plantas para o irmão (bis).

A2- Rezemos em dois coros alternados a oração instituída pelo Papa Francisco.

Oração Cristã com a Criação

L1-  Nós Te louvamos, Pai,/ com todas as tuas criaturas,/ que saíram da tua mão poderosa./ São tuas e estão repletas da tua presença e da tua ternura.

L2-  Louvado sejas Filho de Deus, Jesus,/ por Vós foram criadas todas as coisas.
Foste formado no seio materno de Maria,/ fizeste parte desta terra,/ e contemplaste este mundo com olhos humanos.

L1-  Hoje estas vivo em cada criatura/ com a glória de ressuscitado.
Louvado sejas!

L2-  Espírito Santo, que, com a Tua  luz,/ guias este mundo para o amor do Pai
e acompanhas o gemido da criação, /  Vives também nos nossos corações
a fim de nos impelir para o bem. Louvado sejas!

L1-  Senhor Deus, Uno e Trino,/ comunidade estupenda de amor infinito,/ ensina-nos a contemplar-Te na beleza do universo,/ onde tudo nos fala de Ti. Louvado sejas!

L2-  Desperta o nosso louvor e a nossa gratidão / por cada ser que criaste.
Dai-nos a graça de nos sentirmos / intimamente unidos a tudo o que existe. Louvado sejas!

L1- Deus de amor,/ mostra-nos o nosso lugar neste mundo/ como instrumentos do Teu carinho por todos os seres desta terra, / porque nem um deles sequer é esquecido por Ti. Louvado sejas!

L2.: Ilumina os donos do poder e do dinheiro / para que não caiam no pecado da indiferença,/ amem o bem comum, promovam os fracos,/ e cuidem deste mundo que habitamos. Louvado sejas!

L1-  Os pobres e a Terra estão bradando:
T.: Senhor toma-nos sob o Teu poder e a Tua luz,/ para proteger cada vida,/ para preparar um futuro melhor,/ para que venha o Teu Reino de justiça, paz, amor e beleza. Louvado sejas! Amém.


A1-  Bênção: (por duplas – frente a frente – estender  os braços e colocar as mãos nos ombros um/a do outro/a, enquanto a pessoa que anima reza ou canta): 

- “O Senhor te abençoe e te guarde!
-  O Senhor faça resplandecer sobre ti seu olhar e te conceda sua graça!
-  O Senhor volte para ti o seu olhar e te dê a Paz!” ( Nm 6, 24).
-  E permaneçamos com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. T.: Amém!

- Canto Final (ou outro): Em meu caminho percebo as belezas que vêm da terra, do céu e do mar, tudo me fala do Amor do Criador, ó meu irmão; para ver, basta querer.  
R.: Que lindo é sentir a Deus em cada rosto do universo, a criação sempre dirá obras de amor, tu verás em mim (2x)

(Se houver possibilidade, no final da oração convidar os participantes a um gesto concreto: recolher os materiais que estão ao redor e que prejudicam a mãe Terra, ex.: latas, papéis, plásticos, cacos de tijolos - vidros, telhas, reboco etc. Se não for possível fazer esta ação ao final desta celebração, combinar outro horário para fazê-lo).

FONTE: CRB Nacional

Mt 23,27-32 - Jesus condena a falta de transparência

Preparo-me para a Leitura Orante, juntamente com todos os que navegam na web, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Espírito Santo,tu que habitas, pela fé, nos nossos corações,
abre-nos à Palavra!
Seja a nossa inteligência e a nossa vontade,
terreno bom,
onde tu possas trabalhar com liberdade,
de modo que a nossa vida seja sinal da tua caridade.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto Mt 23,27-32, e observo pessoas as palavras fortes de Jesus aos hipócritas.
- Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês são como túmulos pintados de branco, que por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de podridão. Por fora vocês parecem boas pessoas, mas por dentro estão cheios de mentiras e pecados.
- Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês fazem túmulos bonitos para os profetas e enfeitam os monumentos das pessoas que viveram de modo correto. E dizem: "Se tivéssemos vivido no tempo dos nossos antepassados, não teríamos feito o que eles fizeram, não teríamos matado os profetas." Assim vocês confirmam que são descendentes daqueles que mataram os profetas. Portanto, vão e terminem o que eles começaram! Cobras venenosas, ninhada de cobras! Como esperam escapar da condenação.
Refletindo
Jesus continua falando aos mestres da Lei e aos fariseus, lamentando sua hipocrisia. E os compara a túmulos pintados de branco. Por fora, bonitos. Por dentro, cheios de podridão. Túmulos bonitos, monumentos para os profetas que foram mortos por eles mesmos. Jesus aponta a contradição que demonstram entre o que são e aparentam ser. Falsos. Boas pessoas, aparentemente bonitas, mas cheios de podridão por dentro.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Onde estão, hoje, os fariseus?
Existem em nossa sociedade pessoas que pregam coisas boas, enquanto por dentro alimentam inveja, rancor, ciúme, maldade, interesses próprios? Existem pessoas que cultivam o corpo, a estética, a aparência e sua consciência está pesada, carregada de culpas, juízos, mentiras? Utilizo subterfúgios, restrições à verdade porque é dura, exigente? Finjo ser uma coisa e sou outra? Existe em mim coerência de vida no seguimento de Jesus?
Meditando
Os bispos na V Conferência, em Aparecida, falaram de caminhos de vida e caminhos de morte:
"Hoje se considera escolher entre caminhos que conduzem à vida ou caminhos que conduzem à morte (cf. Dt 30.15). Caminhos de morte são os que levam a dilapidar os bens que recebemos de Deus através daqueles que nos precederam na fé. São caminhos que traçam uma cultura sem Deus e sem seus mandamentos ou inclusive contra Deus, animada pelos ídolos do poder, da riqueza e do prazer efêmero, a qual termina sendo uma cultura contra o ser humano e contra o bem dos povos latino-americanos. Os caminhos de vida verdadeira e plena para todos, caminhos de vida eterna, são aqueles abertos pela fé que conduzem à “plenitude de vida que Cristo nos trouxe: com esta vida divina, também se desenvolve em plenitude a existência humana, em sua dimensão pessoal, familiar, social e cultural”. Essa é a vida que Deus nos participa por seu amor gratuito, porque “é o amor que dá a vida”. Estes caminhos frutificam nos dons de verdade e de amor que nos foram dados em Cristo, na comunhão dos discípulos e missionários do Senhor, para que América Latina e Caribe sejam efetivamente um continente no qual a fé, a esperança e o amor renovem a vida das pessoas e transformem as culturas dos povos." (DAp 13).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com Jesus: Pai nosso...e com o Salmista, o Salmo 51:
Tem misericórdia de mim, ó Deus,
segundo a tua benignidade;
apaga as minhas transgressões,
segundo a multidão das tuas misericórdias.
Lava-me completamente da minha iniquidade,
e purifica-me do meu pecado.
Porque eu conheço as minhas transgressões,
e o meu pecado está sempre diante de mim.
Contra ti, contra ti somente pequei,
e fiz o que é mal à tua vista,
para que sejas justificado quando falares,
e puro quando julgares.
Eis que em iniquidade fui formado,
e em pecado me concebeu minha mãe.
Eis que amas a verdade no íntimo,
e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.
Purifica-me com hissope, e ficarei puro;
lava-me, e ficarei mais branco do que a neve.
Faze-me ouvir júbilo e alegria,
para que gozem os ossos que tu quebraste.
Esconde a tua face dos meus pecados,
e apaga todas as minhas iniquidades.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de purificação, eliminando tudo que em mim possa ser duplicidade, subterfúgio, hipocrisia.
Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

Bênção
"O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face, e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz"
(Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Mt 23,23-26 - Aos Mestres da Lei e fariseus hipócritas

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando com todos os internautas:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Amém
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos:
ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida,
tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 23,23-26, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês dão a Deus a décima parte até mesmo da hortelã, da erva-doce e do cominho, mas não obedecem aos mandamentos mais importantes da Lei, que são: o de serem justos com os outros, o de serem bondosos e o de serem honestos. Mas são justamente essas coisas que vocês devem fazer, sem deixar de lado as outras. Guias cegos! Coam um mosquito, mas engolem um camelo!
- Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês lavam o copo e o prato por fora, mas por dentro estes estão cheios de coisas que vocês conseguiram pela violência e pela ganância. Fariseu cego! Lave primeiro o copo por dentro, e então a parte de fora também ficará limpa!
Refletindo...
Neste texto estão os "ais" - ao todo, sete "ais" - de Jesus aos mestres da Lei e aos fariseus. Esta forma de dizer significa condenação a qualquer dominação da consciência, com a própria incoerência de vida. Jesus os chama de "guias cegos" que pretendem guiar os outros. Observam coisas mínimas e não enxergam as principais. Por isso, se usa, hoje, o termo "farisaísmo" para quem só aparenta e não vive o que prega. Jesus diz ainda que estes não obedecem ao mandamentos mais importantes da Lei - o amor a Deus e ao próximo - a justiça, a misericórdia e a honestidade. E conclui com a expressão "fariseu cego", lave primeiro o copo por dentro.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
É difícil, mas também eu devo me questionar.
O que significa para mim, para o mundo de hoje, ser fariseu? Quem é o fariseu, hoje? Quem são os "guias cegos"? Jesus pede justiça, misericórdia e honestidade. Tenho facilidade de julgar as outras pessoas e esqueço-me de ser uma pessoa justa? Gosto de ser tratado/a com misericórdia e não sou uma pessoa misericordiosa? E sou honesta nas minhas relações?
Meditando
Os bispos na Conferência de aparecida disseram: "A Igreja é chamada a repensar profundamente e a relançar com fidelidade e audácia sua missão nas novas circunstâncias latino-americanas e mundiais. Ela não pode fechar-se frente àqueles que só vêem confusão, perigos e ameaças ou àqueles que pretendem cobrir a variedade e complexidade das situações com uma capa de ideologias gastas ou de agressões irresponsáveis."(DAp 11).


3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo,
com a canção do Padre Zezinho,
Verdades
Das verdades que Jesus nos ensinou
Uma delas não consigo esquecer
Que se um homem não tem nada pra comer
e um outro tem demais em sua mesa,
um dos dois vai pro inferno ao morrer.
Uma outra que em meu coração ficou muitas vezes
eu me recordo ao meditar,
quem quiser seguir os passos de Jesus
não se apegue a mais ninguém senão ao Reino
e por ele agarre firme a sua cruz.


Verdades que acredito, verdades de Jesus,
verdades que eu medito e que me trazem tanta luz.
verdades que você procura sem saber,
verdades que nós dois custamos tanto a entender.

Das verdades que ao partir Jesus deixou
eu recordo a do contexto social
que se alguém quiser subir de posição
lave os pés dos seus irmãos com quem convive
e lidere sem pisar no seu irmão.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é para dentro de mim, verifico se sou coerente com a minha fé, nos meus relacionamentos com Deus e com o próximo.

Bênção
O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face,
e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz" (Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Jo 1,45-51- Venha ver!

"Venha ver!"
Preparo-me para a Leitura Orante, rezando com todos os que buscam Deus na web:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Espírito de verdade, a ti consagro a mente e meus pensamentos:
ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz, na Bíblia,  o texto do dia? Leio atentamente o texto: Jo 1,45-51,
e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Filipe foi procurar Natanael e disse:
Achamos aquele a respeito de quem Moisés escreveu no Livro da Lei e sobre quem os profetas também escreveram. É Jesus, filho de José, da cidade de Nazaré. Natanael perguntou:
- E será que pode sair alguma coisa boa de Nazaré?
- Venha ver! - respondeu Filipe. Quando Jesus viu Natanael chegando, disse a respeito dele:
- Aí está um verdadeiro israelita, um homem realmente sincero.
Então Natanael perguntou a Jesus:
- De onde o senhor me conhece? Jesus respondeu:
- Antes que Filipe chamasse você, eu já tinha visto você sentado debaixo daquela figueira. Então Natanael exclamou:
- Mestre, o senhor é o Filho de Deus! O senhor é o Rei de Israel!
Jesus respondeu: Você crê em mim só porque eu disse que tinha visto você debaixo da figueira? Pois você verá coisas maiores do que esta. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem.
Refletindo
Com que alegria Filipe se encontra com Natanael e lhe diz: "Achamos...Jesus". Natanael questiona. E Filipe o convida para ir vê-lo. Jesus diz que ele é um "homem realmente sincero". Não tem falsidade. O nome Natanael significa "dom de Deus". E Natanael manifesta este "dom" quando proclama: " Mestre, o senhor é o Filho de Deus! O senhor é o Rei de Israel!" Mais um detalhe neste relato. Jesus diz que já tinha visto Natanael "debaixo da figueira". A figueira era uma das árvores que simbolizavam o povo de Deus. Sentado, debaixo da figueira, Natanael representava todo o povo que esperava alguém que lhes revelasse o verdadeiro Deus. Esse alguém é Jesus de Nazaré.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Estamos no mês vocacional e este texto nos revela diversas vocações: a de Filipe, Natanael, a de Jesus e a minha própria vocação. Posso dizer que, como Natanael estou "debaixo da figueira". Represento todo o povo que ainda não conhece Deus, que não conhece ou não segue Jesus Cristo. Sou também convocado/a a proclamar que Jesus é o Filho de Deus. Como vivo esta vocação? Tenho entusiasmo em falar de Jesus às pessoas de meu relacionamento, à minha família, na escola , no trabalho, na comunidade?
Meditando
 Em Aparecida, os bispos disseram: "Conscientes e agradecidos porque o Pai amou tanto ao mundo que enviou seu Filho para salvá-lo (cf. Jo 3,16), queremos ser continuadores de sua missão, visto que esta é a razão de ser da Igreja e que define sua identidade mais profunda.( DAp 373.)

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com a
Oração pelas Vocações
Jesus, Mestre divino,
que chamastes os Apóstolos a vos seguirem,
continuai a passar pelos nossos caminhos,
pelas nossas famílias, pelas nossas escolas
e continuai a repetir o convite a muitos de nossos jovens.
Dai coragem às pessoas convidadas.
Dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos,
como diáconos, padres e bispos,
como religiosos e religiosas,
para o bem do Povo de Deus
e de toda a humanidade.
Amém.
(Papa Paulo VI )

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de atenção para perceber onde e a quem posso falar de Jesus.

Bênção
"O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face,
e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto
e te dê a paz"
(Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

domingo, 23 de agosto de 2015

Jo 6,60-69 – "Que é que vamos seguir?"

Preparo-me para rezar a Palavra
com meus irmãos internautas,
com a oração:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente
e meus pensamentos:  ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida,
tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na  Bíblia, o texto: Jo 6,60-69, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Muitos seguidores de Jesus ouviram isso e reclamaram:
- O que ele ensina é muito difícil! Quem pode aceitar esses ensinamentos?
Não disseram nada a Jesus, mas ele sabia que eles estavam resmungando contra ele. Por isso perguntou:
- Vocês querem me abandonar por causa disso? E o que aconteceria se vocês vissem o Filho do Homem subir para onde estava antes? O Espírito de Deus é quem dá a vida, mas o ser humano não pode fazer isso. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida, mas mesmo assim
alguns de vocês não creem. Jesus disse isso porque já sabia desde o começo quem eram os que não iam crer nele e sabia também quem ia traí-lo. Jesus continuou:
- Foi por esse motivo que eu disse a vocês que só pode vir a mim a pessoa que for trazida pelo Pai.
Por causa disso muitos seguidores de Jesus o abandonaram e não o acompanhavam mais. Então ele perguntou aos doze discípulos:
- Será que vocês também querem ir embora?
Simão Pedro respondeu:
- Quem é que nós vamos seguir? O senhor tem as palavras que dão vida eterna! E nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que Deus enviou.

Refletindo...
Jesus desafia seus ouvintes. E os deixa livres para escolher. Sua preocupação está na capacidade que as pessoas têm de ouvir sua mensagem, compreendê-la e se comprometer com ela. E com razão. Muitos o abandonam. Pedro, porém, pelo grupo dos discípulos, dá uma resposta cheia de comprometimento: "Quem é que nós vamos seguir? O senhor tem as palavras que dão vida eterna! E nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que Deus enviou.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Assumo a postura de discípulo/a missionário/a? Qual é a minha missão? Ou, prefiro, afastar-me?
Meditando...
Os bispos, em Aparecida, afirmaram: Os fiéis leigos são “os cristãos que estão incorporados a Cristo pelo batismo, que formam o povo de Deus e participam das funções de Cristo: sacerdote, profeta e rei. Realizam, segundo sua condição, a missão de todo o povo cristão na Igreja e no mundo” São “homens da Igreja no coração do mundo, e homens do mundo no coração da Igreja”. (DAp 209).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com Paulo VI:
Jesus, Mestre divino,
que chamastes os Apóstolos a vos seguirem,

continuai a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias,
pelas nossas escolas e continuai a repetir o convite a muitos de nossos jovens.
Dai coragem às pessoas convidadas.
Dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos,

como diáconos, padres e bispos,
como religiosos e religiosas,para o bem do Povo de Deus
e de toda a humanidade. Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu olhar, hoje, é iluminado pela fé na Palavra de vida eterna do Mestre Jesus Cristo que me impulsiona para a missão de servir.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br